Início seta Estudos Bíblicos seta O sangue de Jesus tem poder (Parte II)

O sangue de Jesus tem poder (Parte II) PDF Imprimir E-mail

“O sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes: quando eu [o Senhor] vir o sangue passarei por vós e não haverá entre vós praga destruidora, quando eu ferir a terra do Egito” 

(Ex. 12.13)

 

INTRODUÇÃO

Na primeira parte da nossa reflexão vimos que Jesus está usando uma “roupa tingida de sangue” (Ap. 19.13) que significa o Seu sofrimento, a Sua vitória e a redenção da igreja. Nesta segunda parte quero lhes chamar a atenção para o sangue do cordeiro que foi morto no Egito. O texto acima (Ex. 12.13) é a síntese do capítulo 12 de Êxodo.

    Deus já havia enviado nove pragas contra o Egito, mas isso não mudou o duro coração de Faraó, que continuava escravizando os israelitas. A décima praga de Deus seria a morte de todos os primogênitos (o filho mais velho de cada família)  do Egito. À meia-noite, quando todos dormiam, o destruidor matou todos os primogênitos do Egito e “não havia casa em que não houvesse um morto” (Ex. 12.30). Mas nas casas dos israelitas ninguém morreu. Por quê? Porque nas suas casas havia marcas do sangue de um cordeiro que foi morto, e esse sangue impedia que o destruidor lhes fizesse mal. A morte do cordeiro e o seu sangue que livrou os israelitas são um retrato fiel da morte e do sangue de Jesus que livra a igreja. Esta história do livro de Êxodo está totalmente associada com nossas vidas. Aqui  percebemos que o sangue de Jesus tem poder por causa três grandes verdades que a narrativa deixou transparente:

 

 

I. O SANGUE DE JESUS É PROTEÇÃO.

O destruidor não atingiu aos que tinham marcas de sangue nas suas casas. Da mesma forma o maligno não tem poder contra aqueles que têm as marcas do sangue de Jesus nas suas vidas. Quem é lavado pelo sangue de Jesus tem poder para vencer as batalhas contra os agentes do diabo. Quando o inimigo rondar sua casa para lhe fazer mal, ele vai ver as marcas do sangue de Jesus cobrindo a sua vida e não poderá lhe derrotar. Quem é lavado pelo sangue de Jesus é propriedade de Deus, é filho de Deus e não deve temer, pois o sangue que lhe cobre é o seu escudo e proteção. No dia em que o Senhor for lançar no inferno todos os pecadores, Ele passará na sua casa e verá a marca do sangue de Jesus na sua  vida. Essa será a sua salvação. Aleluia!

 II. O SANGUE DE JESUS NOS LIBERTA

As mortes dos primogênitos do Egito e o livramento dos primogênitos israelitas aconteceram ao mesmo tempo, na mesma noite, no mesmo instante. Isto deixou Faraó profundamente assustado e estremecido. Ele não imaginava que Deus fosse tão poderoso ao ponto de, no mesmo lugar e na mesma hora, matar os filhos dos egípcios e livrar os filhos de Israel. Por causa disso ele não teve mais forças para aprisionar os israelitas. Eles foram libertos pelo sangue do cordeiro. Assim como os israelitas foram libertos da escravidão do Egito nós somos libertos da escravidão de satanás. O sangue de Jesus é poderoso para nos livrar do pecado e do mal. O Egito (a antiga vida de pecados e derrotas) não tem mais poder sobre nós, pois Cristo nos comprou por um preço muito alto: o Seu sangue.

 III. O SANGUE DE JESUS É  O VISTO

Os que foram protegidos pelo sangue do cordeiro no Egito foram liberados para viajar para a Terra Prometida. O sangue de Jesus é a marca, é o carimbo que permitirá nossa entrada no céu. Quando o Senhor voltar, ele vai olhar o passaporte (a vida) de cada um de nós. Aquele que não tiver a vida carimbada com o sangue de Jesus não poderá viajar para a terra prometida. A marca do sangue na nossa vida às vezes fica encoberta por poeira de pecados. Portanto tiremos a poeira pecaminosa das nossas vidas para que, quando o Senhor voltar, Ele veja a marca do Seu sangue (sem poeira) na vida de cada um de nós. Essa é a condição para que Ele nos leve consigo. Quem não tiver o carimbo com o sangue de Jesus vai ouvir uma declaração do Senhor mais ou menos assim: “Sinto muito, você não pode vir comigo, pois não estou vendo a marca do meu sangue na sua vida.  Não vos conheço”.

 

 

CONCLUSÃO

 No sangue de Jesus está o terror de Faraó (o diabo) e a alegria de Israel (a igreja). A proteção contra o mal e a garantia da salvação está neste sangue. Será que Deus está vendo este sangue cobrindo a sua vida?  Lembre-se: o sangue de Jesus tem poder.

GERSON ROSA SOUZA

(Proibida reprodução, sem prévia autorização do autor)

Publicado com autorização do Autor

 
< Anterior